(23.04.15)


A presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (RS), desembargadora Cleusa Regina Halfen, recebeu na tarde de quarta-feira, 22 de abril, a visita de representantes das empresas, autônomos e trabalhadores do transporte rodoviário de cargas. Participaram desse encontro, que ocorreu no Salão Nobre da Presidência do TRT-RS, em Porto Alegre, o presidente da Federação das Empresas de Logística e Transporte de Cargas do Rio Grande do Sul (FETRANSUL), Paulo Vicente Caleffi; o presidente em exercício da Federação dos Caminhoneiros Autônomos do Estado do Rio Grande do Sul (FECAM), André Luis Costa e o representante do Sindicato dos Trabalhadores em Logística e Transporte de Bento Gonçalves (SINDITRANS), Marcelo Luis Schröder. Também acompanharam a reunião, o ministro aposentado do Tribunal Superior do Trabalho, Gelson Azevedo e a assessora jurídica da FETRANSUL, Raquel Caleffi.

A comitiva apresentou à magistrada um vídeo composto por depoimentos de diversos trabalhadores do setor, no qual relatam dificuldades para o cumprimento Lei 13.103, que trouxe novas regras para o exercício da atividade do motorista profissional. Os visitantes afirmaram reiteradamente seu desejo de cumprir a legislação, intenção dificultada, no entanto, pelas práticas implementadas por alguns contratantes dos serviços de transportes rodoviários.

A desembargadora Cleusa manifestou solidariedade à categoria, acrescentando que transmitirá aos desembargadores integrantes da Seção de Dissídios Coletivos do TRT gaúcho os argumentos expostos no encontro. "São questões relevantes que não têm como vocês resolverem", concordou a presidente do TRE da 4ª Região.

Já o ex-ministro do TST, Gelson Azevedo, destacou a presença de duas entidades federativas e uma sindical com o mesmo propósito de tentar resolver esse problema. 'Nós queremos é cumpri a Lei 13.103", complementou o presidente da FETRANSUL, Paulo Caleffi.

Reportagem por Wagner Dilélio